Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de janeiro de 2017, 09h03

Mãe mata filho homossexual com ajuda do padastro

A justificativa para o crime, segundo ela, é que o jovem usava drogas, “levava homens para casa” e ameaçava os familiares de morte.

A justificativa para o crime, segundo ela, é que o jovem usava drogas, “levava homens para casa” e ameaçava os familiares de morte.

Por Redação*

A gerente de supermercado Tatiana Lozano Pereira confessou, na tarde desta terça-feira (10) ter esfaqueado Itaberlly Lozano, 19 anos, no dia 29 de dezembro, com a ajuda do marido, padrasto do rapaz, que incendiou o corpo em um canavial.

O crime aconteceu em Cravinhos, região metropolitana de Ribeirão Preto. A justificativa para o crime, segundo ela, é que o jovem usava drogas, “levava homens para casa” e ameaçava os familiares de morte.

No sábado (7), foi encontrado um cadáver carbonizado que poderia ser do rapaz. O boletim de ocorrência do desaparecimento só teria sido registrado pela família na segunda (9).

Tatiana e Itaberlly trabalhavam juntos em um supermercado.

A mãe e o padrasto do jovem tiveram a prisão temporária decretada por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Crime foi cometido em casa

Na confissão feita à polícia, Tatiana Lozano Pereira disse que, dois dias antes do crime, Itaberlly teria brigado com ela e saído de casa para ir morar com a avó paterna.

Um dia depois, ele teria voltado para casa e, novamente após uma briga, teria ocorrido o crime, já na madrugada do dia 29 de dezembro.

Logo depois, ela teria acordado o o marido, Alex Canteli Pereira, e contado sobre a morte.
Nessa ocasião, teriam tomado a decisão de embrulhar o corpo em um edredon e levá-lo para o canavial.

No depoimento à polícia, Alex afirmou que não teria ouvido a briga. No entanto, os policiais suspeitam dessa versão, sobretudo porque a casa onde a família morava – e onde foi cometido o assassinato – era muito pequena.

*Com informações de A Cidade

Foto: Reprodução Facebook

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum