Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h13

Maioria dos senadores é favorável às cotas

O PLC 180/2008 que cria reserva de 50% das vagas em instituições técnicas de ensino e universidades públicas federais para alunos que freqüentaram escolas públicas pode ser votado nesta quarta-feira, 25/03, após a terceira audiência pública realizada pela CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado para discutir o assunto. No debate da semana passada, em 18/03, cinco senadores disseram que aprovam o projeto, um ficou indeciso e dois se posicionaram contra.
Dos 31 parlamentares que registraram presença na Comissão, apenas oito assistiram toda a audiência e manifestaram seus pontos de vista. Ideli Salvatti (PT-SC), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Lobão Filho (PMDB-MA), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e Serys Slhessarenko (PT-MT) defenderam o projeto, Wellington Salgado (PMDB-MG) e Demóstenes Torres (DEM-GO) foram contrários à matéria e Eduardo Suplicy (PT-SP) não definiu sua posição.

No entanto o projeto pode não ser votado caso Torres, que é presidente da CCJ, não coloque o assunto em pauta. “Como presidente, cabe ao senador Demóstenes levar o tema para apreciação. Acreditamos que após três audiências públicas os parlamentares já reúnam condições para deliberar, prorrogar a decisão é o pior cenário”, avalia Daniel Cara , coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, um dos expositores na audiência da semana passada.

O desejo dos parlamentares que apóiam o PLC 180/2008 é que o projeto seja aprovado sem alterações, evitando, assim, que volte para a Câmara dos Deputados. A preocupação é atrasar ainda mais a tramitação da matéria, que já dura dez anos. A possibilidade de análise nessa quarta-feira sequer existiria se a senadora Ideli Salvatti não tivesse insistido junto a Torres para que a votação aconteça após a audiência pública. Porém, o presidente alegou que a agenda da CCJ já esta lotada e teria que verificar a possibilidade. Informações de bastidores já indicam que a definição deve ficar para 1º de abril.

Quem fala na próxima audiência – O debate dessa quarta-feira contará com as presenças do ministro da Igualdade Racial, Edson Santos, do presidente da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), Ismael Cardoso, do ex-presidente do IBGE, Simon Schwartzman, do reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Amaro Lins, e do professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, José Roberto Pinto.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags