Mais um caso de “furou mas não aplicou”: filha denuncia que enfermeira fingiu vacinar sua mãe idosa

Depois de Maceió (AL), Goiânia (GO) registra caso de enfermeira que teria furado o braço de uma idosa sem aplicar o imunizante contra a Covid; filha relata que mãe foi imunizada apenas após confrontar profissional de saúde

Mais um caso de suposta “vacinação fake” acendeu um alerta nesta quarta-feira (10) em Goiânia (GO). Uma alega que a enfermeira espetou a agulha no braço de sua mãe idosa mas não injetou o liquido do imunizante contra a Covid-19, e só o fez após ser confrontada.

À TV Anhanguera, Luciana Jordão contou que levou sua mãe de 88 anos, Floramy de Oliveira Jordão, para receber a dose na área I da PUC-Goiás, onde a vacina está sendo aplicada através de esquema “drive thru”.

Luciana teria descido do carro para registrar a vacinação da mãe e a enfermeira teria perguntado se ela iria filmar, ao que a mulher teria respondido que apenas fotografaria. Alertada pelo filho, no entanto, a mulher resolveu filmar e constatou que a profissional de saúde teria apenas furado o braço de sua mãe, sem injetar o líquido do imunizante.

“Ela [enfermeira] simplesmente enfiou a agulha na minha mãe, tirou e ficou com a seringa para cima. Aí eu falei: ‘Foi muito rápido’. Quando eu olhei para cima, o líquido estava todinho na seringa. Ela não injetou a vacina na minha mãe. Aí eu falei para ela: ‘O líquido está todinho aí, você não vacinou a minha mãe”, relatou Luciana em um vídeo enviado à TV Anhanguera.

A mulher disse que, depois de confrontar a enfermeira, ela pediu desculpas e aplicou a vacina de forma correta.

Em nota, a secretaria de Saúde de Goiânia informou que  “vai averiguar imediatamente o ocorrido e esclarece que há vacinas garantidas para todas as pessoas acima de 85 anos e que abomina todo e qualquer tipo de irregularidade”.

Assista ao momento em que a enfermeira supostamente finge aplicar a vacina na idosa.

Outro caso

Publicidade

Um caso parecido aconteceu no dia 28 de janeiro em Maceió (AL). Uma servidora “fingiu” aplicar a vacina em uma idosa de 97 anos. A funcionária do posto de vacinação apenas furou o braço da mulher com a agulha mas não injetou o líquido.

Familiares da idosa só perceberam que ela não foi vacinada quando viram o vídeo gravado por uma cuidadora do momento da aplicação.

Publicidade

A neta da mulher, então, foi tirar satisfações com a supervisora do posto de vacinação, que pediu desculpas, e informou que aquele era um caso isolado e, então, fez ela mesma a aplicação da vacina na idosa, desta vez de maneira correta.

Em nota, a prefeitura de Maceió informou que a servidora da vacinação fake foi afastada e que recebeu a notícia com “indignação”. A gestão municipal informou ainda que abriu um processo administrativo para apurar o caso e que vai reforçar a fiscalização da aplicação de vacinas.

“A prefeitura vai ampliar a fiscalização e vai mudar o protocolo de vacinação. O profissional de saúde terá que mostrar a seringa cheia antes da aplicação e vazia após o procedimento. Juntos, vamos vencer a Covid-19”, diz um trecho da nota.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR