Maranhão, Amazonas e Mato Grosso do Sul pedem Força Federal para eleições ao TSE

Reforço de segurança foi requisitado 106 localidades, 98 delas no estado nordestino; apoio é usado para garantir livre exercício do voto

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta sexta-feira (11) que recebeu, até o momento, pedido de envio de Força Federal a três estados para o primeiro turno das eleições. As solicitações vieram dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) do Maranhão, de Mato Grosso do Sul e do Amazonas. As requisições ainda serão analisadas pelo TSE. 

Os pedidos são para reforço da segurança em 106 localidades. A maior parte delas, 98, estão no Maranhão. Para o estado do Centro-Oeste, o TRE-MS fez a solicitação para cinco locais. Por fim, três delas são do Amazonas.

Essas requisições são apenas para o primeiro turno das eleições municipais de 2020, que ocorrerá em 15 de novembro.  

Segundo o TSE, o uso da Força Federal nas eleições busca assegurar o livre exercício do voto. Também se presta a garantir a normalidade da votação e da apuração dos resultados nos municípios em que a segurança pública necessita de reforço. Ela é composta por militares das Forças Armadas.

Em 2018, eleições que foram marcadas por polarização e conflitos, o TSE aprovou o envio de Força Federal para 510 localidades de 11 estados. Já no pleito de 2016, o tribunal aprovou pedidos de tropas federais para 467 locais de 14 estados.  

Justificativa

Quando faz um pedido de envio de Tropa Federal, o TRE precisa justificar sua necessidade. É necessário que a corte eleitoral regional descreva fatos e circunstâncias que revelem a preocupação com a perturbação das atividades eleitorais.

Além disso, segundo o TSE, a argumentação precisa ser feita de modo separado para cada zona eleitoral.

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR