Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de junho de 2016, 11h55

Marina se junta a Temer e Eliseu Padilha e também elogia Jarbas Passarinho

Pelo Facebook, a ex-senadora publicou um texto em que homenageia o coronel reformado, defensor do AI-5, morto neste domingo (5). “Deus escreve certo por linhas tortas (…) Jarbas Passarinho será, certamente, lembrado por seu alinhamento com a ditadura militar. Mas também terá, na história, o destaque e a ressalva de suas evidentes qualidades intelectuais”

Por Marina Silva, em seu Facebook

“Mais um importante personagem da história do Brasil se despede, o acreano-paraense Jarbas Passarinho. Por ter nascido em Xapuri, no Acre, era muito estimado em meu Estado, embora tenha saído de lá ainda criança e feito toda sua carreira no Pará, onde foi governador e senador. Tenho um reconhecimento pessoal a fazer: mesmo com todas as críticas pertinentes às suas ideias sobre Educação, foi no Mobral – criado por ele, quando ministro – que aprendi a ler e escrever. Dizem que Deus escreve certo por linhas tortas. Essa sabedoria do povo é o oposto da polarização que domina a cena brasileira nos dias de hoje, em que se julga um lado totalmente certo e outro totalmente errado. Jarbas Passarinho será, certamente, lembrado por seu alinhamento com a ditadura militar. Mas também terá, na história, o destaque e a ressalva de suas evidentes qualidades intelectuais e habilidades políticas, com as quais se tornou um interlocutor das oposições de grande ajuda em momentos críticos. Pouca gente sabe também que, na Assembleia Constituinte, ele assumiu a defesa de alguns direitos importantes das populações indígenas, que sem seu apoio dificilmente seriam aprovados. Que Deus dê conforto a seus familiares e amigos”.

Leia também:

Veja também:  Aspirante a embaixador, Eduardo Bolsonaro chama Macron de idiota

Temer homenageia Jarbas Passarinho, defensor do AI-5: ‘Grande brasileiro’


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum