Fórumcast #20
16 de abril de 2013, 23h07

Massacre do Carandiru: Quatro réus serão ouvidos hoje (17)

Segundo dia do julgamento terminou com interrogatório de Pedro Franco de Campos e de juíza

Segundo dia do julgamento terminou com interrogatório de Pedro Franco de Campos e de juíza

Por Igor Carvalho

Releia: 

Carandiru, a tragédia 20 anos depois

Um sistema que não funciona

Hoje (17), 4 dos 26 réus serão ouvidos no julgamento do Massacre do Carandiru. Os demais 22 acusados vão exercer exercer o direito de não falar. O secretário de Segurança Pública à época, Pedro Franco de Campos, foi ouvido logo após o depoimento do ex-governador Luiz Antonio Fleury Filho.

(Marcelo Camargo/ABr)

Campos confirmou as informações passadas pelos juízes corregedores Fernando Torres e Ivo de Almeida, de que teria autorizado o coronel Ubiratan Guimarães a invadir o Pavilhão 9. “Havendo a necessidade, o senhor pode entrar”, afirmou. O secretário ressaltou que, apesar de concordar com a “entrada da Polícia Militar”, não houve uma prestação de contas da PM sobre o fato. “Não sei nem como se deu a divisão da equipe na invasão.”

A última testemunha do dia foi a juíza da Primeira Vara das Execuções Criminais e Corregedoria dos Presídios de Taubaté, Sueli Zeraik Armani. A advogada que defende os 26 réus, Ieda Ribeiro de Souza, a interrogou sobre o comportamento de presos em rebeliões, uma forma de tentar justificar a ação dos policiais. “É uma situação tensa, normalmente eles quebram todo o presídio”, afirmou a magistrada.

Veja também:  Fim da participação social: saiba quais conselhos da pasta de Direitos Humanos foram extintos por Bolsonaro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum