O que o brasileiro pensa?
28 de dezembro de 2019, 08h16

Medo de processo leva Olavo de Carvalho a culpar Fórum por fake news que espalhou de Fábio Porchat e Pannunzio

Carvalho se justifica e diz ter colocado vários pontos de interrogação antes de reprodução de notícia falsa para afirmar que “não estava endossando nada, apenas colocando em discussão”

Foto: Reprodução/Vídeo

Olavo de Carvalho, o guru da família Bolsonaro, compartilhou uma notícia falsa, na última quinta-feira (26), onde o jornalista Fábio Pannunzio e o humorista Fábio Porchat são acusados de terem arquitetado o atentado contra a produtora responsável pelos vídeos do Porta dos Fundos.

Fórum divulgou a postagem de Olavo de Carvalho e também que Pannunzio pretendia processá-lo: “O autor dessa notícia absolutamente falsa é um profissional do crime. Ele e o Olavo de Carvalho vão ter que provar judicialmente o que postaram. Pode ir preparando outra vaquinha, Olavo de Carvalho. Vou processar você aí nos EUA e aqui no Brasil”, afirmou o jornalista.

Na manhã deste sábado (28), Carvalho se justifica e diz ter colocado vários pontos de interrogação antes de reprodução de notícia falsa para afirmar que “não estava endossando nada, apenas colocando em discussão”. E para buscar se livrar do processo, diz que “a Fórum, como é do seu hábito, falsifica tudo”. E acrescenta: “Notícia falsa é a que acusa os cristãos pelo atentado ao Porta dos Fundos. Minha reprodução da notícia sobre o Fábio Porchat saiu antecedida de vários pontos de interrogação, mostrando que eu não estava endossando nada, apenas colocando em discussão”, escreveu.

De acordo com Artigo 138 do Código Penal, caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

  • 1º – Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.
  • 2º – É punível a calúnia contra os mortos.

Exceção da verdade

  • 3º – Admite-se a prova da verdade, salvo:

I – se, constituindo o fato imputado crime de ação privada, o ofendido não foi condenado por sentença irrecorrível;

II – se o fato é imputado a qualquer das pessoas indicadas no nº I do art. 141;

III – se do crime imputado, embora de ação pública, o ofendido foi absolvido por sentença irrecorrível.

É com base nessa legislação que Olavo de Carvalho terá de se defender de eventuais processos de Pannuzio e de Porchat, não com base nas interrogações ou na matéria da Fórum.

 

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum