O que o brasileiro pensa?
20 de julho de 2020, 22h08

Ministério da Saúde sumiu com dados sobre covid-19, denunciam pesquisadores

Essenciais para estudar a pandemia, registros de internações por síndrome respiratória aguda grave desapareceram do sistema

Coronavírus na América Latina (foto: Foreign Policy Research Institute)

Pesquisadores do Observatório Covid-19 BR denunciaram nesta segunda-feira (20) que o Ministério da Saúde do governo Jair Bolsonaro excluiu parte dos registros de notificações de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) da base de dados que é disponibilizada pela pasta na internet. A SRAG incluí casos da doença causada pelo coronavírus.

Os dados do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep) contêm todas as hospitalizações por SRAG no Brasil. As autoridades de saúde são obrigadas a informar o ministério sobre essas internações. Cada novo caso representa uma nova linha acrescentada à tabela.

Cada registro do sistema apresenta informações detalhadas do paciente internado, como idade, estado, município, escolaridade e raça, além das datas dos primeiros sintomas, da notificação e da evolução (alta ou óbito). Os dados são essenciais para pesquisas científicas e análises sobre a situação da pandemia de coronavírus no país. No entanto, desde a semana passada, foram registradas inconsistências graves nessas tabelas.

“Na última extração disponibilizada ontem houve sumiço de dados. Não sabemos quais foram os protocolos adotados para essa redução, se limpezas de duplicatas, ou definição mais rígida de critérios para a notificação de casos no sistema”, disse o observatório, em nota.

Comparando os dados atuais com os da semana anterior, os pesquisadores identificaram que a tabela mais antiga tinha 255.343 registros, enquanto a mais atual tem 208.272.

“A extração publicada perdeu algo da ordem de 20% do total de registros. É preciso saber se isso foi apenas um erro e nesse caso, deve ser corrigido”, diz o grupo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum