Fórum Educação
21 de Maio de 2020, 22h16

Ministério Público acusa governo Bolsonaro de financiar sites aliados e cobra investigação

MPF diz que chefe da Comunicação e Presidência direcionam dinheiro público para sites ideológicos e promovem censura a veículos críticos ao governo, o que contraria a Constituição

Jair Bolsonaro e o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos (Foto: Reprodução)

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou nesta quinta-feira (21) uma investigação para garantir a transparência dos gastos com publicidade realizados pelo governo Jair Bolsonaro em campanhas publicitárias. O MPF também pede investigação sobre eventual improbidade administrativa do secretário de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten.

O MPF acusa Wajngarten e a Presidência de direcionarem dinheiro para sites ideológicos alinhados com o governo e de promoverem censura a veículos críticos ao governo, o que contraria a Constituição.

O pedido de investigação foi revelado pelo jornal O Estado de S.Paulo, que teve acesso à representação encaminhada pelo MPF à procuradoria da República do Distrito Federal, por meio da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC).

No documento, a PFDC cobra a adoção de providências para que a Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência se abstenha de selecionar anunciantes para veiculação de publicidade oficial “em razão de afinidades ideológicas”. Também quer medidas que impeçam a retaliação, por parte do governo, a grupos de mídia críticos ao governo.

A PFDC pede ainda que a Secom seja impedida de realizar declarações, por meio de seus agentes, que caracterizem censura indireta,” inclusive ameaças de restrições na concessão de autorizações públicas e convocação de boicotes”.

A PFDC também defende a adoção de medidas judiciais para assegurar que o governo federal crie um site na internet para divulgar os gastos com publicidade oficial. No documento, são apresentados diversos fatos que indicam a disposição do governo federal em utilizar recursos públicos destinados à publicidade oficial como forma de retaliação contra os que lhe parecem adversários e financiar outros que lhe são simpáticos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum