Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de maio de 2017, 17h41

Moro absolve esposa de Cunha, que deve ter fechado delação

Ela foi acusada de lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Lava Jato por manter uma conta com mais de R$1 milhão na Suíça, que seria de dinheiro de propina de Cunha; especula-se que o fato de o juiz de Curitiba absolvê-la estaria ligado à negociação premiada que o deputado cassado vinha acertando com o Ministério Público

Por Redação 

O juiz Sérgio Moro absolveu, nesta quinta-feira (25), Cláudia Cruz, esposa do deputado cassado e preso pela Lava Jato, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ela havia sido acusada pelo Ministério Público Federal (MPF), também na Lava Jato, de lavagem de dinheiro e evasão de divisas por manter uma conta com mais de R$1 milhão na Suíça. O dinheiro da conta, para os promotores, seria oriundo das propinas de Cunha.

Para Moro, no entanto, não há provas suficientes que “justifique o dolo”.

“Absolvo Cláudia Cordeiro Cruz da imputação do crime de lavagem de dinheiro e de evasão fraudulenta de divisas por falta de prova suficiente de que agiu com dolo”, escreveu o juiz em sua decisão.

Veja também:  Condenado pela Justiça Eleitoral, Haddad dispara: "Levei anos para provar que o delator mentiu"

De acordo com o MPF, Cláudia era “a única controladora da conta em nome da offshore Köpek, na Suíça, por meio da qual pagou despesas de cartão de crédito no exterior em montante superior a US$ 1 milhão num prazo de sete anos (2008 a 2014)”. A denúncia aponta que os gastos de Cláudia eram incompatíveis com seu salário e a renda declarada do marido.

Especula-se que o fato de Moro absolvê-la estaria ligado à negociação premiada que Eduardo Cunha vinha acertando com o MPF. Uma das condições impostas pelo ex-presidente da Câmara para falar era de que sua esposa não fosse presa.

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum