Fórum Educação
14 de Maio de 2020, 22h08

Moro diz que transcrição omite trechos relevantes, mas confirma interferência de Bolsonaro na PF

Ex-ministro fala em “disparidade” no processo porque defesa do presidente teve acesso ao vídeo, e seus advogados, não

Moro e Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR

O ex-ministro Sergio Moro reagiu à divulgação da transcrição de trechos do vídeo da reunião ministerial pela Advocacia-Geral da União (AGU) nesta quinta-feira (14). A gravação é parte do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga a acusação do ex-ministro de que o presidente Jair Bolsonaro buscava interferir na Polícia Federal.

Em publicação no Twitter, Moro diz que ele e seus advogados “foram surpreendidos” com a divulgação, o que revelaria “disparidade no processo” porque ela demonstra que a AGU, responsável pela defesa do presidente, tem acesso ao vídeo, e a sua defesa, não.

A nota compartilhada por Moro também destaque que a transcrição omite “contexto e trechos relevantes para a adequada compreensão”, inclusive na parte ‘segurança do RJ'”. No entanto, para a defesa do ex-ministro, “comparando com atos posteriores” praticados por Bolsonaro, o trecho divulgado confirma que “as referências diziam respeito à PF e não ao GSI”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum