Mortes pelo novo coronavírus passam de 158 mil no país

Marca é superada no dia em que Bolsonaro, após pressão, revoga decreto que abria espaço para privatização do SUS, fundamental para salvar vidas durante a pandemia

O Brasil alcançou a marca de 158.456 mortes devido ao novo coronavírus, com 510 novos óbitos. Os números constam do boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira (28).

A marca é alcançada no dia em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou, após sofrer pressões da sociedade, que revogou decreto que abria espaço para a privatização do Sistema Único de Saúde (SUS). Milhares de brasileiros foram tratados e curados da doença em hospitais públicos no país na pandemia. A atuação dos profissionais de saúde nesses equipamentos foi essencial para evitar que mais pessoas morressem com a Covid-19.

O decreto, publicado na última terça-feira (27), autorizava que fossem feitos estudos para entregar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do país a parcerias com a iniciativa privada. As UBSs são a porta de entrada do sistema e devem ser responsáveis por 80% dos atendimentos públicos.

O boletim do ministério aponta que mais 28.629 diagnósticos positivos da doença foram registrados. Isso eleva para 5.468.270 os brasileiros contaminados pelo novo coronavírus. Já foram curados da doença 4.934.548 brasileiros e outros 375.266 estão em observação.

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.