Mourão diz que pela “idade avançada”, Lula não “teria pique” para novo mandato na presidência

O vice-presidente também afirmou que a consolidação de uma terceira via qualificaria o debate eleitoral

Durante a participação em um debate promovido pela plataforma Personalidade em Foco, o vice-presidente da República Hamilton Mourão defendeu uma terceira via às eleições de 2022 e criticou a candidatura de Lula.

“Existe uma parcela da sociedade que não se sente representada por nenhum desses 2 lados (Lula e Bolsonaro). Aí fica essa discussão se vai ter uma 3ª via ou não vai ter”.

Para o vice-presidente, uma terceira candidatura seria importante “para reduzir tensões” e que seria bom o surgimento de um candidato “com condições de fazer com que a outra parte da sociedade se sentisse representada, melhorando com isso o nível do debate e favorecendo a diminuição dessa polarização”.

Além de apoiar uma terceira via, Mourão criticou o fato de Lula ser candidato. “É um político que já tem uma certa idade. Nada contra, mas ele já não tem mais pique para enfrentar a gama de problemas de um país como o nosso”.

Para o vice-presidente, a consolidação de uma terceira via ajudaria a sociedade a entender melhor o processo eleitoral.

“Mas é importante que houvesse realmente uma força capaz de agir como um algodão entre esses cristais e permitir que a sociedade entendesse melhor esse processo eleitoral e, principalmente, entendesse que nós precisamos que o país esteja unido para que nós construamos esse caminho das reformas, das mudanças”, analisou.

Por fim, o vice-presidente afirmou que, até este momento os nomes testados para se compor uma terceira via “não chega nem na 1ª camada e já cai. Porque muitas vezes a pessoa tem uma certa penetração num grupo, mas não tem penetração na sociedade como um todo”.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR