Mourão recebe carta de europeus com ultimato sobre desmatamento: “trava o investimento no Brasil”

Documento entregue ao vice-presidente é assinado pelos embaixadores de oito países que afirmam ser cada vez mais difícil “encontrar cadeias de suprimentos que não estejam contaminadas pelo desflorestamento”

O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, recebeu uma carta nesta quarta-feira (16), assinada por 8 países europeus, com um verdadeiro ultimato a respeito das políticas brasileiras para contenção do desmatamento na Amazônia e no Pantanal – ou à falta delas.

A mensagem fala em uma “tendência crescente de desflorestamento no Brasil, que está tornando cada vez mais difícil o investimento no país”, e é assinada por embaixadores de Reino Unidos, Alemanha, França, Itália, Bélgica, Holanda, Dinamarca e Noruega.

“Os esforços europeus buscam encontrar cadeias de suprimento que não estejam contaminadas pelo desflorestamento, para atender critérios ambientais, sociais e de governança”, explica o documento, que foi endereçado ao vice-presidente, na qualidade de responsável pelo Conselho da Amazônia.

Nas últimas semanas, o Brasil vem registrando novos recordes de desmatamento tanto na Amazônia quanto no Pantanal, com cifras que superam os 20% de crescimento da devastação em ambos os casos.

Nesse contexto, o governo de Jair Bolsonaro tem sido fortemente criticado, dentro e fora do Brasil, por sua inação diante do problema. Nesta semana, um representante da OAB do estado de Mato Grosso chegou a declarar que o Exército estava impedido de atuar para acabar com os incêndios do Pantanal por ordem direta do presidente.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).