domingo, 27 set 2020
Publicidade

Mulher com coronavírus é obrigada a usar tornozeleira por desrespeitar isolamento

A Justiça determinou que uma mulher de 42 anos infectada com coronavírus utilize uma tornozeleira eletrônica porque ela descumpriu o isolamento social, na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

A determinação ocorreu nesta terça-feira (19), depois que a Justiça decretou a prisão domiciliar da mulher. A tornozeleira foi instalada na presença de policiais e agentes de saúde, na casa da infectada, segundo reportagem do G1 e da TV Morena, afiliada da Globo na região.

“Foi a forma que encontramos para evitar que essa pessoa faça de novo o que ela já fez duas vezes aqui em Ponta Porã. Não iremos permitir que isso ocorra de novo. Nós passamos o domingo procurando ela, fomos em vários endereços e não encontramos. Recebemos informação de que ela estaria no centro da cidade, ou até cruzado a fronteira, estamos empenhados nesse caso” disse o secretário de Saúde de Ponta Porã, Patrick Derzi.

De acordo com o despacho do juiz Marcelo Guimarães, a tornozeleira deverá ser utilizada até o fim da quarentena implementada no município. Segundo a polícia, ela testou positivo para coronavírus no último dia 12 de maio, e, desde então, orientada a permanecer em isolamento social em casa, onde seria atendida por telefone. No entanto, a mulher não está cumprindo a determinação.

Com informações do G1

Ricardo Ribeiro
Ricardo Ribeiro
Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.