Mulher trans reconhece homem que a agrediu dentro do seu apartamento em Copacabana

Alice Felis identificou agressor por fotos; homem é conhecido no bairro por atacar pessoas LGBTQIAP+

A modelo Alice Lelis (Reprodução/Instagram)

A modelo e influenciadora digital Alice Felis identificou, por fotos, o homem que quebrou seu nariz, seu maxilar e a roubou na noite de domingo (16), em Copacabana, no Rio de Janeiro. O homem já tem passagem pela polícia por furtos e roubos e é conhecido no bairro por atacar pessoas LGBTQIAP+.

Alice denunciou o ataque transfóbico em seu Instagram. Os dois teriam se conhecido em um bar no bairro e, depois, teriam ido ao apartamento dela. Ali, continuaram bebendo, até que o ataque começou.

“Veio, me bateu, tentou me esfaquear. Pedi para que ele não me esfaqueasse”, disse Alice. Depois, ele fugiu levando cerca de R$ 3,6 mil.

Em seu Instagram, Alice escreveu, em inglês: “Eu sobrevivi à transfobia, mas poderia ter sido a próxima [vítima]. O mundo precisa saber que o Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo”.

A advogada de Alice, Feh Oliveira, afirmou que o homem deve responder por tentativa de latrocínio — roubo seguido de morte — por ter levado R$ 3,6 mil da casa da modelo.

Alice Felis está arrecadando doações para pagar as cirurgias plásticas que precisará fazer para corrigir o maxilar e o nariz quebrados. A vaquinha virtual está neste link.

Este post foi modificado pela última vez em 19 ago 2020 - 16:17 16:17

Fabíola Salani: Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.