Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de janeiro de 2017, 12h15

“Não tinha nenhum santo”, diz governador do AM sobre os presos mortos

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), afirmou na manhã desta quarta-feira (4) que "não tinha nenhum santo" entre os 56 presos mortos durante a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), afirmou na manhã desta quarta-feira (4) que “não tinha nenhum santo” entre os 56 presos mortos durante a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.

Da redação com informações do Valor

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), afirmou na manhã desta quarta-feira (4) que “não tinha nenhum santo” entre os 56 presos mortos durante uma rebelião que durou cerca de 17 horas, entre domingo (1º) e segunda (2), no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.

“Não tinha nenhum santo. Eram estupradores, matadores (…) e pessoas ligadas a outra facção, que é minoria aqui no Estado do Amazonas. Ontem [terça], como medida de segurança, nós retiramos todos [os ameaçados] quem ainda restavam e segregamos a outro presídio para evitar que continuasse acontecendo o pior”, afirmou o governador à rádio CBN, ao ser questionado sobre a ligação de facções no massacre. O massacre é apontado como resultado de uma disputa entre a Famílias do Norte (FDN) e o Primeiro Comando da Capital (PCC).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum