Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de janeiro de 2020, 17h05

No Chile, milhares de estudantes organizam manifestações para boicotar o vestibular

Campanha do Movimento Estudantil chileno levou milhares de jovens a queimar as provas e iniciar ocupações de alguns dos centros educacionais onde se realizaram a chamada PSU (Prova de Seleção Universitária).

Foto: Reprodução/Twitter

O Movimento Estudantil chileno mostrou novamente sua força nesta segunda-feira (6), dia em que estava marcada a primeira jornada de exames da PSU (Prova de Seleção Universitária, similar ao que é o ENEM no Brasil). Segundo o periódico El Desconcierto, mais de 20 cidades em todo o país registraram atos contra a realização da prova, que incluíram protestos do lado de fora dos centros educacionais, queima de provas e até ocupações dos mesmos centros por parte dos estudantes.

Em algumas cidades, como Quilpué (região Central do país) e Copiapó (região Norte), os exames tiveram que ser suspensos. Até às 16h (hora local), eram 65 os centros educacionais que reportaram impossibilidade de realizar a prova.

Tal situação fez com que o CRUCH (Conselho de Reitores das Universidades Chilenas) publicasse uma nota dizendo que está estudando uma forma de permitir que os estudantes que não puderam realizar a prova nesta segunda possam ter outra oportunidade posteriormente. O problema é que existe um grande contingente de estudantes que não quer que o exame aconteça, e que o processo seja suspenso.

Não há um número capaz de indicar se os mobilizados pelo boicote à PSU configuram uma maioria, mas os meios locais trabalham com cifras que indicam ao menos 20 mil estudantes participando dos diferentes atos contra os exames, especialmente nas cidades de Santiago, Valparaíso, Antofagasta e Concepción.

Diante deste cenário, e com o Movimento Estudantil prometendo repetir a dose no dia de amanhã, o presidente Sebastián Piñera convocou uma reunião de emergência com os ministros Gonzalo Blumel (Interior) e Marcela Cubillos (Educação), e não se descarta uma declaração em rede nacional para esta noite, com novas diretrizes a respeito do processo de seleção universitária.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum