O que o brasileiro pensa?
03 de fevereiro de 2020, 11h49

No Chile, vencedor do Oscar dirigirá campanha a favor da nova constituição em plebiscito

Para o cineasta Sebastián Lelio, “a tática de semear o medo se tornou sinônimo da direita e deve ser combatida com um discurso que promove a confiança no povo do Chile".

O cineasta chileno Sebastián Lelio (foto: Agência Uno)

Sebastián Lelio, um dos cineastas chilenos mais aclamados da atualidade, vencedor do Oscar e de prêmios em Berlim, San Sebastián e outros festivais, foi anunciado neste domingo (2) encarará seu primeiro desafio na política. Ele será o diretor da campanha audiovisual do “Aprovo” para o plebiscito de 26 de abril.

A opção “Aprovo” significa estar de acordo a que o Chile inicie o processo para fazer uma nova constituição, e sepulte de vez a atual, imposta em 1980 pelo ditador Augusto Pinochet. A outra opção do plebliscito é “Rechaço”, e significa manter a carta magna do ditador vigente.

Em entrevista para um diário local, Lelio se referiu a estratégia comunicacional dos seus adversários, que defendem a opção “Rechaço” dizendo que uma nova constituição gerará caos e violência “ao nível da Venezuela”, e que a atual (importa em ditadura) “garante estabilidade”.

Segundo o cineasta “o medo a mudar, a tática de semear o medo, se tornaram sinônimo da direita, e deve ser combatida com um discurso que promove a confiança no povo do Chile, que tenha implícito um chamado para criar uma nova Constituição legítima, concebida entre todos, em democracia”.
Em 2018, Sebastián Lelio se tornou o terceiro diretor sul-americano, e o primeiro não argentino a vencer o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, com o filme “Uma Mulher Fantástica”. Antes disso, faturou prêmios em Berlim e San Sebastián com “Glória”.

Na mesma entrevista, o diretor explicou sua decisão de interromper seus trabalhos cinematográficos para se dedicar à campanha política: “este é o momento em que devemos ser responsáveis, é tempo de esperança, e sobretudo de coragem”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum