Fórumcast #20
29 de outubro de 2015, 10h55

No Rio de Janeiro, mulheres tomam as ruas contra Eduardo Cunha

Contra o projeto de lei de autoria de Cunha que restringe o atendimento a vítimas de violência sexual e dificulta o aborto legal, milhares de mulheres saíram em marcha para pedir o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados; confira como foi

Contra o projeto de lei de autoria de Cunha que restringe o atendimento a vítimas de violência sexual e dificulta o aborto legal, milhares de mulheres saíram em marcha para pedir o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados; confira como foi

Por Redação

Para muitos, a cidade do Rio de Janeiro viveu uma tarde histórica nesta quarta-feira (28). Cerca de 5 mil mulheres, de acordo com a organização do ato – mil, segundo a Polícia Militar – saíram pelas ruas do Rio de Janeiro para reivindicar direitos e autonomia de seus próprios corpos. Com faixas, cartazes e corpos pintados, as mulheres pediam o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se posicionando contra um projeto de lei de sua autoria, em tramitação na Casa, que restringe o atendimento a vítimas de violência sexual e dificulta o aborto legal.

“Este ato é contra o PL 5.069, que burocratiza o processo, pois, em vez da pessoa ir receber tratamento médico, ela primeiro tem que fazer um boletim de ocorrência. Isso é uma crueldade com a vítima, que está fragilizada e precisa de amparo. A maioria das pessoas não concorda com o tipo de postura que ele [Cunha] tem, não só em relação aos desvios [de dinheiro] e à conta na Suíça, mas quanto à atitude dele, que é muito retrógrada”, disse a estudante de História e militante feminista Luisa Lima de Moraes ao portal EBC.

A passeata começou às 14h em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro onde acontecia a chamada “CPI do aborto”. De lá, partiram para a Cinelândia, com direito a uma parada em frente ao escritório político de Eduardo Cunha, no Largo da Carioca.

Veja também:  Ministro do Meio Ambiente culpa população do Norte por queimadas na Amazônia

Outras mobilizações de mulheres contra Eduardo Cunha já estão marcadas para acontecer entre essa semana e semana que vem em todo o país. Em São Paulo, o ato “Mulheres contra Cunha” acontecerá na tarde desta sexta-feira (30).

Confira algumas fotos da manifestação no Rio de Janeiro:

mulheresrj8

mulheresrj7

mulheresrj6

mulheresrj5

mulheresrj4

mulheresrj3

mulheresrj2

Fotos: NINJA

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum