Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de junho de 2016, 13h54

Novo vídeo reforça estupro coletivo de adolescente no Rio de Janeiro

O material foi encontrado no celular de Raí de Souza, um dos suspeitos que foi preso por participação no estupro e pela divulgação das imagens e vídeos na internet. Em seu aparelho, novas revelações: vítima tentou reagir e manifestações em seu apoio foram solicitadas com antecedência

Por Redação

A investigação, a cargo da delegada Cristiana Bento, comprovou que a adolescente foi estuprada pelo menos duas vezes: a primeira na manhã de sábado (21 de maio) e a segunda vez no domingo à noite (22 de maio). De acordo com a delegada, o primeiro a abusar sexualmente da garota foi o traficante Moisés Camilo de Lucena, conhecido como “Canário”, de 28 anos

O homem tirou a adolescente da casa abandonada, onde havia sido deixada por Raí de Souza, Lucas Perdomo e outra garota, e a levou para outra casa, onde a estuprou. Na noite de domingo, Raí e o homem identificado como Jefinho chegaram a essa segunda casa e, de acordo com a investigação, foi lá que abusaram sexualmente da garota e fizeram as imagens (em vídeos e fotos) que divulgariam nas redes sociais.

Nas novas imagens encontradas, é possível ver a vítima ainda consciente e tentando reagir, expressando palavras de dor e negativas.

Manifestações obrigatórias

Após ser emitido o mandado de prisão para seis suspeitos, moradores do Morro do Barão fizeram uma manifestação em apoio aos acusados; entretanto, o celular de Raí de Souza continha áudios que apontavam a obrigatoriedade dos moradores da comunidade em participar do protesto a mando do chefe do tráfico na região.

Atualmente, dois suspeitos estão presos: Raí e Rafael (ex-cinegrafista da Globo). Outros cinco estão foragidos. Lucas Perdomo foi preso, mas liberado por falta de provas que mostrem sua participação no crime.

Para a delegada, a prisão dos suspeitos e sua responsabilização penal devem servir de exemplo social, ressaltando que cabe ao Estado a regulamentação das leis e sua consequente aplicação.

*Com informações do portal do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum