Número de recuperados da covid-19 a nível mundial ultrapassa os 2 milhões

Marca é alcançada apenas 22 dias após se chegar ao primeiro milhão, e representa 39,5% do total de casos. Estados Unidos, Alemanha e Espanha lideram ranking de curados

Em meio a tantos números negativos produzidos pela pandemia do novo coronavírus, às vezes aparecem números mais tranquilizadores. Por exemplo, nesta sexta-feira (22), o mundo chegou à cifra de 2 milhões de pessoas curadas da covid-19, segundo o observatório da Universidade Johns Hopkins.

Outros números interessantes: a marca é alcançada 22 dias depois de se chegar ao primeiro milhão, o que aconteceu no último dia do mês de abril. Naquele então, os recuperados da infecção eram menos de um terço dos infectados: 31% do total. Agora, a coisa mudou bastante: 39,5% já estão curados da doença.

Os países que lideram o ranking de recuperados são os Estados Unidos (com 350 mil), Alemanha (159 mil) e Espanha (150 mil). O Brasil é o quinto colocado, com 135 mil pessoas curadas.

No entanto, existe uma controvérsia na comunidade científica a respeito das pessoas curadas. A OMS (Organização Mundial da Saúde) diz que não há provas conclusivas de que as pessoas curadas da covid-19 se tornam automaticamente imunes ao vírus. Há estudos que indicam que sim, realizados por cientistas da Coreia do Sul, Austrália e Itália. Contudo, alguns países já reportaram casos de pessoas que foram curadas e que, tempos depois, voltaram a testar positivo.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR