Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h14

ONU denuncia prisões arbitrárias após golpe em Honduras

Relatores dos Direitos Humanos da ONU condenaram atentados contra as liberdades fundamentais em Honduras após o golpe militar que derrubou o presidente Manuel Zelaya. Entre as acusações do relatores estão denúncias de prisões arbitrárias e o fechamento de meios de comunicação televisivos e radiofônicos.

A maior parte dos detentos pelas Forças Armadas são funcionários do antigo governo e seus defensores. Os relatores ainda denunciaram o uso de forças abusivas e vincularam os abusos aos direitos humanoa à urgência da volta à democracia e dos direitos da população.

OEA
Hoje, 3, a Organização dos Estados Americanos (OEA), que havia demorado a se pronunciar sobre o golpe, intermediará a volta de Zelaya ao poder. O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, afirmou que irá a Honduras "para pedir que mudem o que estão fazendo”, mas naõ demonstrou otimismo: “Farei o que puder, mas acredito que será muito difícil mudar as coisas em alguns dias”.

A organização anunciou que expulsará o país do bloco caso Zelaya naõ seja restituído ao poder em 72 horas.

Com informações de agências.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags