Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2012, 09h48

Opinião: A melhor certificação do professor é oferecer formação continuada

O IBGE deu o alerta ao divulgar que 2,1 milhões de estudantes brasileiros de 7 a 14 anos são analfabetos, apesar de freqüentarem a escola regularmente e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) aproveita os dados para reforçar a necessidade da criação de um Sistema Nacional de Formação dos Professores. A idéia está em discussão na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e deve sair do papel por meio de um decreto presidencial.

Existe hoje no Brasil, segundo dados da própria Capes, um déficit de 246 mil professores da educação básica e quem está em sala de aula não tem tido condições de se atualizar. Para a CNTE, a proposta da presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), órgão que reúne as secretarias estaduais, Maria Auxiliadora Resende, em aplicar uma prova em todo o país para avaliar professores do ensino básico, não resolve as deficiências de formação e qualificação dos educadores.

"Não queremos a chamada certificação que vem a ser uma prova a ser feita pelo professor sem levar em conta as condições que ele enfrenta no próprio sistema e que o impede de estudar. O Sistema cobra sem oferecer condições adequadas para que o professor tenha uma formação mínima", rebate Denílson Bento da Costa, Secretário Geral da CNTE.

Os dados do IBGE, segundo ele, só reforçam a necessidade de fazer valer o que está na Lei do Piso Salarial Nacional, sancionada em julho pelo Presidente Lula e prevista para entrar em vigor no próximo ano. "Precisamos adotar o aumento da carga horária extraclasse. Ela é que vai permitir que o professor tenha mais tempo para o planejamento, desenvolvimento de atividades e formação", ressalta. O aumento em 33%da hora-atividade está prevista na Lei do Piso e tem sido alvo de críticas do Consed.

A presidente do Conselho considera a avaliação nacional indispensável, mas deixa em aberto o formato para pôr a idéia em prática. Uma das propostas seria copiar o modelo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que realiza periodicamente o chamado exame de Ordem. Sem aprovação no exame, bacharéis em direito não podem advogar.

Denílson reforça que a melhoria da formação do professor virá do aumento de tempo para o professor se dedicar à sua própria formação e isso só virá a partir do incremento da hora extraclasse e da criação do Sistema Nacional de formação. "O professor já tem provas suficientes para fazer – para ingressar na carreira e no sistema de ensino – falta formação e tempo para ele melhorar", conclui.

________________________
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), conta com com 36 entidades filiadas espalhadas por 26 Estados, 5 municípios e No Distrito Federal
________________________
As opiniões manifestadas no artigo são da responsabilidade dos autores e não representam necessariamente as opiniões da revista Fórum.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags