Pai de Henry quer que avó e babá sejam indiciadas por omissão

A conclusão do inquérito policial indiciou Monique Medeiros e o Dr. Jairinho por homicídio duplamente qualificado e por crimes de tortura

O pai de Henry, Leniel Borel, acusa a avó e a babá da criança de omissão e quer ver ambas indiciadas por omissão. “Para mim, a avó não proteger o único neto, a babá não falar nada. Sentimento de que a justiça está sendo feita, mas ainda estou no aguardo para ver se vai indiciar a babá, tem que indiciar todo mundo”.

Para Leniel Borel, Rosângela Medeiros da Costa e Silva – mãe de Monique Medeiros e avó da criança -, e Thayna de Oliveira Ferreira -, foram omissas e acredita que ambas poderiam tê-lo informado sobre as agressões que Henry sofria. O pai da criança afirma que irá tomar as medidas legais para que ambas sejam indiciadas.

A conclusão do inquérito policial indiciou Monique Medeiros e o Dr. Jairinho por homicídio duplamente qualificado e por crimes de tortura. “Ela [avó materna] sabia que meu filho estava sendo agredido. Disse que nada acontecia e meu filho falando na cara dela que o ‘tio Jairinho machucava’. É revoltante. Uma mentirosa. Pra salvar a filha dela, mentiu. Mas e o neto dela? E o meu filho?”, questionou Leniel em entrevista ao UOL.

O pai da criança também afirmou que, se a avó não for indiciada de que vai tomar as medidas necessárias para que isso aconteça. “Eu vou botar meus advogados para irem atrás. Estão achando que vão levar a vida normal e eu vou ficar aqui todos os dias chorando?”, declarou Leniel.

A postura da babá, Thayna, diante de toda a situação também é questionada pelo pai de Henry, pois, ele acredita que ela poderia ter contado para ele, visto que tinha o seu contato.

A babá está sendo investigada pelo crime de falso testemunho, pois, admitiu ter mentido no primeiro depoimento após pressão de Monique. Ainda assim, os investigadores afirmam que a Babá ainda não relatou todos os detalhes das supostas agressões de Jairinho contra Henry.

Leniel ainda também comentou sobre a postura de Monique, sua ex-esposa e mãe de Henry. “Eu não acreditava que Monique poderia fazer isso, mas ela está mostrando pro mundo que mãe também mata, mãe também é omissa, mãe é gananciosa. Ela acabou vendendo o filho dela”, criticou.

Por fim, o pai do garoto disse que tem recebido muitas manifestações de apoio e afirmou que é preciso parar com a violência contra crianças no Brasil e disse que Jairinho fez o que fez, pois tinha certeza de que ficaria impune.

Com informações do Uol.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).