Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de dezembro de 2015, 14h45

Para constitucionalista, decisão do STF vai interpretar a Constituição para estabelecer rito de impeachment

Professor da PUC-SP, Pedro Serrano diz que a lei sobre a cassação do mandato presidencial deve se adaptar à Constituição e não o inverso

Da Redação

O professor de Direito Constitucional da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) Pedro Serrano afirma que o Supremo Tribunal Federal deve decidir nesta quarta-feira (16/12) como será o andamento do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff (PT).

Ele sustenta que é dever do tribunal interpretar o texto constitucional para deixar claro como será a análise do processo. “É um equívoco falar que o plenário vai criar alguma lei nova, cabe aos ministros fazer a interpretação do texto constitucional. As leis devem ser adaptadas à Constituição e não o inverso”, comenta.

O assunto será analisado em uma arguição de preceito fundamental apresentada pelo PCdoB. O objetivo principal da ação – que suspendeu temporariamente a formação da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que vai analisar o processo de cassação – é adequar a lei que determina o impeachment, datada de 1950, ao texto constitucional, de 1988.

Os papéis da Câmara e do Senado no processo de impeachment, o momento de afastamento do presidente e nas possibilidades de manifestação da defesa são apontados como diferenças fundamentais entre a lei e a Carta Magna.

A medida cautelar no caso foi concedida pelo ministro Edson Fachin, que decidiu interromper o processo por conta das dúvidas com relação à votação secreta e a formação de uma chapa avulsa para disputar a formação da Comissão Especial com os indicados pelos líderes partidários.

As duas decisões foram tomadas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em sessão da terça-feira passada. As dúvidas quanto ao embasamento usado pelo deputado peemedebista causaram confusão e até agressões entre os parlamentares favoráveis e contrários ao impeachment.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum