Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de outubro de 2019, 17h25

Paulo Coelho apaga tweet indicando livro sobre Raul: “Acho que o cara quer apenas vender a porra do livro”

Escritor foi às redes sociais para comentar o fato de Jotabê Medeiros ter insistido que o cantor tinha sido seu delator na época da ditadura

Um dos esportes nacionais: atacar, vilipendiar, desprezar e achincalhar Paulo Coelho (Foto site oficial)
Foto: Reprodução

Em mais um episódio sobre a polêmica envolvendo uma passagem entre Raul Seixas e Paulo Coelho, o escritor declarou através das redes sociais, nesta quinta-feira (24), que Jotabê Medeiros, autor da biografia de Raul, “quer apenas vender a porra do livro”.

Coelho afirmou que foi procurado por Medeiros, autor do livro “Raul Seixas: Não Diga que a Canção Está Perdida”, e que o mesmo teria insistido na tese que Raul tinha o delatado para os agentes da repressão durante a ditadura militar.

“Começo a ter sérias dúvidas dos documentos que o Jotabê Medeiros me enviou, dizendo e insistindo que Raul tinha me denunciado (emails arquivados). O que se passou entre Raul e eu fica entre nós. Vou deletar o tweet da FSP. Acho que o cara quer apenas vender a porra do livro”, escreveu Coelho.

Na quarta-feira (23) o escritor tinha compartilhado uma matéria publicada na Folha de S. Paulo que falava desse trecho do livro de Jotabê Medeiros, em que são apresentados documentos que comprovariam que Paulo Coelho foi preso dias depois de Raul prestar depoimento aos militares. “Fiquei quieto por 45 anos. Achei q levava segredo para o túmulo”, postou Paulo Coelho antes de apagar a mensagem.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum