Fórumcast, o podcast da Fórum
03 de novembro de 2014, 13h31

Intervenção dos EUA no Brasil: 2014 ou 1964?

Petição online criada no site da Casa Branca pede a ajuda dos Estados Unidos "contra a expansão comunista bolivariana no Brasil" cinquenta anos depois do golpe militar apoiado pelos norte-americanos

Petição online criada no site da Casa Branca pede a ajuda dos Estados Unidos “contra a expansão comunista bolivariana no Brasil” cinquenta anos depois do golpe militar apoiado pelos norte-americanos

Por Redação

A onda de descontentamento com o resultado das eleições presidenciais que reelegeu Dilma Rousseff está atingindo níveis inacreditáveis. Neste sábado (1), menos de uma semana depois da reeleição da presidenta, pouco mais de duas mil pessoas foram para a Avenida Paulista, em São Paulo exigindo seu impeachment.  Desde junho de 2013 há uma petição pelo impeachment da presidenta no site Avaaz, que até o momento conta com 1,5 milhão de assinaturas.

Porém, o caso mais bizarro parece ser um pedido de “ajuda” junto ao presidente dos EUA, Barack Obama ,para que se evite a “expansão comunista na América Latina”. O site da Casa Branca disponibiliza um espaço para que os seus cidadãos possam se manifestar a respeito de certos temas, inclusive com a criação de petições. Mas um pedido direto de “ajuda na promoção da democracia e da liberdade”, parece ser uma novidade.

A petição foi criada em 28 de outubro, dois dias depois das eleições e lê-se o seguinte: “Em 26 de outubro, Dilma Rousseff foi reeleita, e continuará com o plano de seu partido em estabelecer um regime comunista no Brasil – o modelo bolivariano proposto pelo Foro de São Paulo. Nós sabemos que aos olhos da comunidade internacional, a eleição foi totalmente democrática, mas as urnas de votação utilizadas não são confiáveis, sem contar com o fato que as cabeças do Judiciário são em sua maioria membros do partido vencedor. As políticas sociais também influenciaram a escolha para presidente e as pessoas foram ameaçadas de perderem seu subsídio para comida se eles não reelegessem Dilma. Nós pedimos por uma posição da Casa Branca em relação à expansão comunista na América Latina. O Brasil não quer e não será uma nova Venezuela e os EUA precisam ajudar os promotores da democracia e da liberdade no Brasil”.

Felizmente, em seus “Termos de Uso”, o site afirma que “para evitar a aparência de sofrer influência, a Casa Branca pode recusar a tomar ação […] como resposta a alguma petição”. Fórum entrou em contato com o portal do Executivo norte-americano para saber sua posição oficial em relação a essa petição. Até o momento da publicação não houve resposta.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum