Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de junho de 2015, 10h56

Piva: E viva a mandioca!

O recorte da fala da presidente Dilma Rousseff sobre a mandioca e a não citação do ato do qual ela participava quando fez esse discurso passa a impressão de nonsense. Sinto informar a quem não sabe: a mandioca tem, sim, um papel central na vida de todos nós porque sua existência única em solo nacional tem ajudado historicamente na alimentação dos brasileiros

O recorte da fala da presidente Dilma Rousseff sobre a mandioca e a não citação do ato do qual ela participava quando fez esse discurso passa a impressão de nonsense. Sinto informar a quem não sabe: a mandioca tem, sim, um papel central na vida de todos nós porque sua existência única em solo nacional tem ajudado historicamente na alimentação dos brasileiros

Por Marco Antonio Piva, em sua página no Facebook

O recorte da fala da presidente Dilma Rousseff sobre a mandioca [na última terça-feira, 23, ela disse: “Hoje estou saudando a mandioca. Acho uma das melhores conquistas do Brasil”] e a não citação do ato do qual ela participava quando fez esse discurso (apresentação do Plano Safra para a Agricultura Familiar) passa a impressão de nonsense. Sinto informar a quem não sabe: a mandioca tem, sim, um papel central na vida de todos nós porque sua existência única em solo nacional tem ajudado historicamente na alimentação dos brasileiros. A mandioca é motivo de sobrevivência, especialmente para o agricultor familiar, responsável por 70% dos alimentos que colocamos todos os dias em nossas mesas. Ou será que tem gente que acredita que são as grandes plantações de soja, algodão e cana-de-açúcar que nos dão de comer? Feijão, leite, milho, mandioca, arroz, café. Tudo isso é alimento de primeira necessidade que não pode faltar na mesa de uma família.

O que talvez nem todo mundo saiba é que esses alimentos são produzidos com muito sacrifício por mais de 14 milhões de pessoas nas pequenas propriedades rurais. Com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf, o acesso ao crédito e o apoio à produção ficam muito mais perto do pequeno agricultor. Os juros são mais baixos e o pagamento em dia dá descontos nas parcelas. Existem várias linhas de crédito no Pronaf, inclusive uma dirigida especialmente à mulher que, em muitos lugares é a chefe da família.

Se quiserem ainda um caso similar de um produto importante para a economia local, podemos pegar o exemplo da batata, cujo cultivo teve início na Bolívia e no Peru e se expandiu para outros lugares. A batata é para os nossos irmãos latinos a mesma coisa que é a mandioca para nós, brasileiros. Vamos lá, gente. Sem essa de ter vergonha daquilo que produzimos. O resto é bobageira política de quem não tem outro passatempo se não o de ficar achando defeito em que está trabalhando. E viva a mandioca!

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum