sexta-feira, 23 out 2020
Publicidade

PM de SP agride pai e mãe de jovem que fugiu de abordagem

No dia 12 de julho, uma família de Sorocaba (SP) foi alvo de uma ação violenta da Polícia Militar de São Paulo no Jardim Ipiranga, periferia da cidade.

Segundo informações de Arthur Stabile, da Ponte Jornalismo, a PM chegou no bairro por volta das 23h40 e passou a abordar moradores de forma agressiva. Um jovem de 18 anos, assustado, correu dos policiais.

A reação fez com que os agentes agissem contra os pais dele “Eles já vieram super revoltados. Minha mãe e meu pai tentaram entender o porquê queriam pegar meu irmão, mas eles não explicaram nada. Vieram batendo, agrediram muito meu pai sem ele ter feito nada”, contou a irmã do rapaz. O pai chegou a ficar com dificuldade de comer por alguns dias após os chutes, socos e golpes de cassetete da PM.

Segundo ela, o irmão “correu com medo, porque ele já foi agredido em abordagens. “Os PMs agridem fisicamente e também torturam psicologicamente”, declarou. Ele acabou sendo levado para a Delegacia de Sorocaba e foi liberado após ser feito Registro de Ocorrência por resistência à prisão e desacato.

Nas redes sociais, ela ainda foi alvo de ameaças de um policial militar após relatar o ocorrido. O PM Guilherme Benassi disse que faria “questão de abrir o indiciamento processual” contra a jovem se ela não provasse “com imagens”.

Em seguida, o ativista Darlan Mendes, disse ao oficial que a Ouvidoria da Polícia já solicitou abertura de inquérito à Corregedoria sobre o caso. O comentário de Benassi também foi encaminhado.

Com informações da Ponte

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.