Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de novembro de 2016, 14h07

PM reprime com bombas e spray de pimenta manifestação de servidores na Alerj; Força Nacional foi acionada

Há relatos de ao menos duas pessoas feridas em meio à repressão promovida pela Polícia Militar aos servidores que tentam entrar na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Eles protestam contra o pacote de medidas de austeridade proposto pelo governo e que será discutido hoje pelos deputados . Acompanhe ao vivo

Por Redação

Milhares de servidores do estado do Rio de Janeiro protestam, na tarde desta quarta-feira (16), em frente a Assembleia Legislativa (Alerj) contra o pacote de medidas de austeridade proposto pelo governo dopara atenuar a crise econômica pela qual passa o estado. A proposta, que será discutida hoje pelos deputados, ficou conhecida como “pacote de maldades”, pois prevê, entre outros cortes, o aumento de impostos, corte de programas sociais e secretarias e reajuste do Bilhete Único.

Boa parte dos servidores que protestam em frente a Alerj são policiais militares, civis, e bombeiros – ativos e aposentados. Os manifestantes foram e seguem sendo violentamente reprimidos pela Polícia Militar por tentarem entrar no prédio da Assembleia. Há relatos de que em meio as bombas de gás e spray de pimenta lançados pela polícia haja duas pessoas feridas. A Força Nacional foi acionada.

Se você está gostando desta matéria, apoie a Fórum se tornando sócio. Pra fazer jornalismo de qualidade nós precisamos do seu apoio.

Essa não é a primeira vez que os servidores protestam na Alerj contra as medidas. Na semana passada, milhares de manifestantes conseguiram o ocupar o plenário da Casa e negociar a retirada do tema da pauta do dia.

Acompanhe a manifestação ao vivo.

Foto: NINJA


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum