Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de abril de 2016, 11h25

Polícia Federal vai investigar ameaça de morte contra Edinho Silva

No perfil do ministro da Secretaria de Comunicação Social no Facebook, internauta diz que Edinho e outros petistas vão morrer. “Morrendo uns 50 petistas e comunistas, o resto foge com o rabo no meio das pernas”

Por Paulo Victor Chagas, da Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, foi ameaçado de morte por um internauta nesta sexta-feira (1º) no Facebook. A ameaça foi feita em um comentário em uma postagem do perfil pessoal do ministro. O usuário da rede social escreveu palavrões e disse que Edinho iria morrer.

“Olha Edinho Silva, f…, quem vai morrer é você e os petistas. Vocês vão ver a democracia que vocês conhecem. Bala. Morrendo uns 50 petistas e comunistas, o resto foge com o rabo no meio das pernas. Bem o perfil de covardes”, escreveu o internauta, em uma sequência de mensagens.

Após o episódio, Edinho Silva divulgou nota criticando a intolerância e o Ministério da Justiça informou que a Polícia Federal já iniciou as investigações sobre para apurar a ameaça. Ontem (31), o ministro havia dado declarações defendendo o diálogo, sob risco de a radicalização política gerar o “primeiro cadáver”.

“A ameaça a mim dirigida é mais uma demonstração da avalanche intolerante que tomou conta do Brasil. Pessoas falam em matar como se fosse um ato simples, sem significado. A partir deste episódio, enfatizo a necessidade de fortalecermos o diálogo como instrumento de superação da crise política, para vencermos a intolerância e unificarmos o país, respeitando a nossa diversidade política, religiosa, de opções cidadãs, de raças, gêneros e culturais”, disse o ministro, por meio de sua assessoria de imprensa.

No Facebook, Edinho Silva disse que a ameaça não o fará mudar suas convicções. “Continuarei defendendo a democracia, a legalidade, o respeito à Constituição Federal. E vou estar, em todos os espaços possíveis, defendendo que a única saída para a crise política que estamos enfrentando está no diálogo e na construção de uma agenda de unidade nacional, que seja maior que as divergências políticas e nos coloque novamente no caminho da retomada do crescimento econômico e do fortalecimento institucional. A democracia não admite atalhos, nem intolerância”, escreveu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum