Por que seu quadrado preto no Instagram está atrapalhando em vez de ajudar

De boas intenções o inferno está cheio: saiba como fazer suas redes úteis

É provável que o seu feed do Instagram hoje ser uma sequencia interminável de quadrados pretos seguidos das hashtags #blacklivesmatter. #vidasnegras importam e #blackouttuesday.

Esse fenômeno iniciou com uma campanha de duas mulheres da indústria da música negra, Jamila Thomas, diretora sênior de marketing da Atlantic Records, e Brianna Agyemang, gerente sênior de artistas da empresa de desenvolvimento musical da Apple, a Platoon. “Seus executivos, artistas, gerentes, funcionários e colegas negros estão esgotados, traumatizados, magoados, assustados e com raiva”, escreveu Thomas no Instagram. “Não quero ficar em chamadas do Zoom falando sobre os artistas negros que estão ganhando muito dinheiro, se você não consegue explicar o que está acontecendo com os negros no momento”.

Juntas, elas iniciaram uma campanha chamada Black Out Tuesday, usando a hashtag #THESHOWMUSTBEPAUSED (“o show deve ser pausado”, em referência à frase “o show deve continuar”), pedindo aos colegas da música e entretenimento para “pausar” o trabalho na terça-feira, 2 de junho, em solidariedade à comunidade negra, que está protestando devido ao assassinato de George Floyd e sendo fortemente reprimida pela polícia.

https://www.instagram.com/p/CAyqPSxAHOt/

Porém, de boas intenções o inferno está cheio e a hashtag #BlackOutTuesday foi misturada por Instagrammers “bem-intencionados” brancos, dizendo, em posts, que nada postariam naquele dia e que entupiram o feed do #BlackLivesMatter com quadrados pretos.

Então, pessoa branca bem intencionada, evite usar espaço para dizer nada e seguir ocupando espaço. Ceda suas redes às vozes negras, que criaram um movimento legítimo usando #blackoutday e #blackouttuesday e não utilize a hashtag #blacklivesmatter. Hoje não é sobre você.

https://www.instagram.com/p/CA8EmRmnCSQ/
Avatar de Clara Averbuck

Clara Averbuck

Escritora e jornalista, autora de 9 livros.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR