Notícias

Presidente da Caixa tem “ato falho” e fala nome do Minha Casa Minha Vida em evento que lançou plano de Bolsonaro

Programa é parte da estratégia do governo de apagar bandeiras dos governos Lula e Dilma; executivo se emocionou ao falar, chorou e foi único a mencionar nome do programa petista

Compartilhar

Em ato falho durante cerimônia ao lado de Jair Bolsonaro, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, falou o nome do Minha Casa Minha Vida em seu discurso no evento que lançou o programa habitacional do governo federal, nesta terça-feira (25).

A gestão Bolsonaro resolveu apagar todas as bandeiras bem-sucedidas dos governos de Lula e Dilma. O Minha Casa Minha Vida permitiu que milhares de brasileiros de baixa renda conseguissem ter sua casa própria. Então, o governo federal resolveu renomear o programa habitacional, para Casa Verde Amarela.

Nos discursos na cerimônia, todos evitavam falar o nome do projeto dos governos petistas. Ele foi inclusive retirado do site do Ministério do Desenvolvimento Regional. Mas Guimarães caiu em ato falho.

O executivo se emocionou ao falar do que chamou de missão da Caixa de ajudar a população de renda mais baixa. Ele chorou ao lembrar que cresceu com medo de não conseguir pagar a prestação do apartamento onde morava com os pais e perder sua casa, para então completar: “Mesmo a Caixa não sendo a única que vai fazer o Minha Casa Minha Vida e o novo programa, eu tenho convicção de que a gente ajuda quem mais precisa”.

Além de falar o nome do programa criado no governo Lula, com o qual está acostumado a lidar e sob o qual tem entregue centenas de imóveis, Guimarães acabou deixando de fora a marca que Bolsonaro quer fazer vingar.

Este post foi modificado pela última vez em 25 ago 2020 - 13:30 13:30

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Por
Fabíola Salani

Última hora

  • Vídeos

Olavo de Carvalho morre de Covid e deixa o bolsonarismo órfão de seu maior guru

Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro foram às redes sociais ainda na madrugada para lamentar o…

25 jan 2022 - 11:12
  • Brasil

Adolescente algemado por vender bala em shopping do RS abre BO por racismo; veja vídeo

Na gravação, jovem aparece deitado no chão do estabelecimento, sendo algemado por um policial: "Parece…

25 jan 2022 - 11:02
  • Cultura

Machismo: Chico Buarque diz que não cantará mais canção que fez para Nara Leão

O cantor anunciou a atitude no programa “O canto livre de Nara Leão” em função…

25 jan 2022 - 10:47
  • Política

Celso Amorim diz que Lula deve estreitar relações com a China: “Economia que mais cresce”

Ex-chanceler, Celso Amorim evita falar de um possível retorno ao Itamaraty caso Lula vença as…

25 jan 2022 - 10:25
  • LGBTQIAP+

Jovem sofre transfobia ao perguntar por banheiro em restaurante de Santos: “Você não pode, é homem”

Julie Correia Araujo abriu um Boletim de Ocorrência depois de ser constrangida por um funcionário…

25 jan 2022 - 09:57
  • Socialista Morena

Internet “ressuscita” tweets negacionistas de Olavo de Carvalho após sua morte por Covid-19

"Suposto vírus mortífero", "mocoronga vírus", "vírus chinês" e outros comentários zombando da pandemia aparecem nos…

25 jan 2022 - 09:42