terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Presidente do STF defende bloqueio de perfis de bolsonaristas investigados nas redes sociais

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, defendeu nesta terça-feira (28) a determinação do ministro Alexandre de Moraes que bloqueou perfis nas redes sociais de bolsonaristas investigados no inquérito das fake news.

“A rede social que difunde manifestações de maneira oculta ou através dos chamados robôs, com ataques a instituições, ataques à democracia, que propõem volta de AI-5, fechar o STF —para ficarmos aí no âmbito do inquérito [das fake news]—, não se pode ter a suspensão em nome da liberdade de expressão do veículo pelo qual eles [os perfis] fazem essa transmissão?”, questionou Toffoli.

“Se isso estivesse ocorrendo em plataformas tradicionais, os acionistas estariam sendo responsabilizados”, completou o ministro.

O inquérito das fake news, que investiga conteúdos falsos e ataques aos ministros do STF, tramita na Corte sob relatoria de Moraes. Entre os que perderam as contas nas redes sociais, estão Sara Giromini (Sara Winter), Allan dos Santos, Bernardo Kuster e Luciano Hang. 

A fala de Toffoli foi durante um seminário online sobre liberdade de expressão promovido pelo site Poder 360 e pelo Observatório de Liberdade de Imprensa do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.