Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de novembro de 2016, 10h51

Moro prende por nove meses um executivo que agora é inocentado pela justiça

O erro de Moro, revisado pela segunda instância, levou à cadeia por 9 meses um executivo que provavelmente agora terá muita dificuldade de tocar a vida

Da Redação

Ontem, quarta-feira, dois executivos da OAS condenados pelo juiz Sergio Moro na Operação Lava Jato foram considerados inocentes pela 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Um deles é ex-diretor financeiro Mateus Coutinho de Sá, que havia sido condenado a 11 anos de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e por pertencer a organização criminosa.

Coutinho ficou  nove meses preso e foi demitido pela empreiteira após a prisão.

Seu colega, o engenheiro civil Fernando Augusto Stremel Andrade foi sentenciado a quatro anos de reclusão por lavagem de dinheiro.

Sua pena, porém, foi de prestação de serviços à comunidade e multa de 50 salários mínimos.

Ambos recorreram da condenação à segunda instância e o relator do processo, o desembargador João Pedro Gebran Neto, considerou que não havia provas de que os dois cometeram os crimes de que foram acusados.

O voto de Gebran foi acompanhado por todos outros desembargadores.

O erro de Moro, revisado pela segunda instância, tirou 9 meses de liberdade de uma pessoa e provavelmente destruiu sua vida.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum