Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de janeiro de 2020, 23h23

Primeiro-ministro e todo o ministério de Putin renunciam, e abrem cenário de incertezas na Rússia

O terremoto político no Kremlin acontece dias depois da apresentação do novo projeto de emendas constitucionais de Putin, que, segundo a imprensa europeia, diminuiria as atribuições do seu sucessor na presidência, e daria maiores poderes ao primeiro-ministro e ao parlamento

Reprodução

Esta quarta-feira (15) foi de surpresas em Moscou, graças ao anúncio do primeiro-ministro russo Dmitri Medvedev de renúncia ao seu cargo. Junto com ele, todos os ministros do governo de Vladimir Putin apresentaram pedidos similares.

Horas depois dos anúncios, o presidente russo publicou uma nota oficial dizendo que agradece a todos os membros do governo “pelo excelente trabalho realizado até aqui”. Porém, também ponderou que “apesar das boas intenções, nem tudo o que fizemos funcionou”.

Além disso, Putin afirmou que pretende se reunir com cada um dos ministros que deixaram seus cargos, e também com Medvedev.

Este terremoto político no Kremlin acontece dias depois da apresentação do novo projeto de emendas constitucionais de Putin, que, segundo a imprensa europeia, diminuiria as atribuições do seu sucessor na presidência, e daria maiores poderes ao primeiro-ministro e ao parlamento.

Os fatos estão claramente interligados, tanto que Medvedev, em sua declaração, disse que a decisão tinha como objetivo “deixar o caminho aberto” para que as reformas de Putin possam ser aprovadas. O agora ex-primeiro-ministro também defendeu o projeto, que descreveu como “uma série de mudanças fundamentais em vários artigos da constituição, visando o equilíbrio do poder em seu conjunto”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum