Produtora de Ivermectina bancou quase R$ 300 mil em anúncios do “Kit Covid” em jornais

O anúncio foi divulgado em fevereiro, quando o tratamento precoce já era descartado pela comunidade científica internacional, e foi autorizado pelo oftalmologista Antônio Jordão, que esteve com Bolsonaro em reunião no Planalto. Farmacêutica aumentou em 1.230% venda do medicamento

A farmacêutica Vitamedic, uma das principais produtoras de Ivermectina no Brasil, bancou quase R$ 300 mil em anúncios em jornais da Associação Médicos pelo Brasil para promover o “tratamento precoce” com o chamado “kit Covid”, mix que inclui o medicamento além da cloroquina, que é propalado por Jair Bolsonaro (Sem partido).

Segundo informações de Raquel Lopes, na edição deste sábado (17) da Folha de S.Paulo, a farmacêutica pagou R$ 217.295,05 em anúncio no jornais Zero Hora e o Globo, além de R$ 78.080,62 para a publicação na própria Folha.

O anúncio foi divulgado no mês de fevereiro, quando o tratamento precoce já era descartado pela comunidade científica internacional, e foi autorizado pelo oftalmologista Antônio Jordão, que aparece ao lado de Jair Bolsonaro e do deputado Osmar Terra (MDB-RS) no vídeo da reunião no Planalto em setembro de 2020. O vídeo foi divulgado pelo presidente em suas redes sociais.

Em dados enviados à CPI, a Vitamedic diz que aumentou em 1.230% a venda de caixas da Ivermectina, passando de 5,7 milhões em 2019 para 75,8 milhões em 2020.

Notícias relacionadas

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR