PSD oficializa pré-candidatura de Rodrigo Pacheco à presidência

Anúncio foi feito pelo presidente da sigla, Gilberto Kassab, durante evento no Rio de Janeiro

Durante evento do PSD no Rio de Janeiro, que ocorreu na manhã deste sábado (23), o presidente e fundador da sigla, Gilberto Kassab, oficializou o nome do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, como o pré-candidato do partido à presidência da República em 2022.

“O Rodrigo mostrou que ele tem talento e sabedoria para a vida pública, se Deus quiser, ele é o próximo presidente do Brasil. O PSD está pronto para abraçar suas propostas”, declarou Kassab.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que estava presente no evento, aproveitou o momento para brincar e afirmar que Pacheco será o próximo presidente do Brasil.

“Eu quero agradecer a presença do nosso presidente do Senado e, como a gente não tem papas na língua, próximo presidente da República”, disse Paes.

Terceira via?

O presidente do Senado Rodrigo Pacheco (PSD) anunciou no início da tarde desta sexta-feira (22), nas redes sociais, sua filiação ao PSD.

No início de outubro, em uma reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Brasília, Kassab avisou o líder petista que o seu partido teria candidatura própria ao Palácio do Planalto em 2022, e que a ideia era lançar Pacheco.

Nos últimos meses, Pacheco tem tomado decisões que buscam distanciá-lo da opinião do governo Bolsonaro. Em setembro, por exemplo, ele mandou devolver ao governo a medida provisória editada pelo presidente que limitava a remoção de conteúdo publicado nas redes sociais.

Ele também foi contrário ao veto de Jair Bolsonaro à distribuição gratuita de absorventes para estudantes de baixa renda de escolas públicas e mulheres em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema. Nas redes sociais, disse que a decisão não deveria prosperar e que o veto era “candidatíssimo a ser derrubado” pelo Congresso Nacional.

Publicidade

Notícias relacionadas

Com informações do Metrópoles

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR