PSOL aciona Ministério Público contra movimento bolsonarista paramilitar

Partido pede investigação de acampamento de bolsonaristas armados em Brasília por "apologia ao crime" e "constituição de milícia privada"

A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados solicitou nesta quinta-feira (7) ao Ministério Público que investigue o acampamento bolsonarista “300 do Brasil”, instalado em Brasília.

A representação também requer que seja aberto um “inquérito civil, criminal ou procedimento análogo” contra os responsáveis pelo acampamento, incluindo a militante de extrema-direita Sara Winter, uma das organizadoras do acampamento.

O acampamento, reunido no gramado próximo ao Congresso e em outros dois pontos de Brasília, se organiza principalmente pelas redes sociais e pelos aplicativos de mensagens. Entre os posicionamentos do grupo estão a defesa do “extermínio da esquerda”, o fim da corrupção e o respeito à soberania nacional. Sara Winter também tem demonstrado apoio a bandeiras neozistas.

“É indisfarçável a motivação autoritária e antidemocrática dos organizadores dos atos, publicando vídeo em redes sociais com o claro objetivo de disseminar fake news e atacar a democracia”, diz trecho da representação, assinada pela líder do partido na Câmara, Fernanda Melchionna (PSOL-RS).

O partido também considera que o acampamento, desrespeita o isolamento social recomendado pelas autoridades de saúde durante o período de pandemia de coronavírus e pratica os crimes de: “incitação ao crime”, “apologia de crime ou criminoso” e “Constituição de milícia privada”. 

Os parlamentares pedem que a apuração do caso tenha tramitação na Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) e na Procuradoria da República no Distrito Federal.

Avatar de Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR