Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de agosto de 2007, 18h42

Químicos da CUT querem campanha unificada em São Paulo

Categoria busca discussão entre sindicatos ligados à CUT, Força e Conlutas

Categoria busca discussão entre sindicatos ligados à CUT, Força e Conlutas

Por Redação

Com data-base em 1º de novembro, a categoria química do estado de São Paulo começa a discutir sua pauta de reivindicações e estratégias de luta da próxima campanha salarial. A campanha será coordenada pela recém fundada Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico no Estado de São Paulo (Fetquim-CUT), que reúne as cinco maiores entidades representando 70% de todos os trabalhadores do ramo.

Para Geraldo Melhorine Filho, coordenador político da Fetquim, a unificação é um passo importante para a categoria. “Por mais que haja questões específicas de cada região, o dissídio é um momento do trabalhador, e queremos chamar a atenção de todo país para a necessidade de união”, sustenta, em entrevista à Fórum.

Químicos de São Paulo, do ABC, Osasco, Campinas e Vinhedo reúnem-se nesta sexta-feira, 17, para discutir as pautas e estratégias da campanha. As principais demandas são reajuste salarial, fim das horas-extras, redução da jornada de trabalho e o fim do assédio moral, além de segurança e saúde e o combate à terceirização. “Não há muitas divergências”, aposta.

A Fetquim inclui sindicatos filiados à Conlutas e à CUT. O desafio, segundo Melhorine, será a aproximação com a Força Sindical. Melhorine acredita que, por mais que haja divergências, há muito mais possibilidades de conquistas mais com a união. O objetivo da entidade é iniciar as negociações com o setor patronal no início de setembro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum