Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de agosto de 2019, 16h36

Rachel Sheherazade deixa o Twitter após ser punida pela direção de jornalismo do SBT

A suspensão foi motivada pelas reclamações que Silvio tem recebido sobre as críticas que a jornalista faz ao presidente Jair Bolsonaro

A polêmica apresenta do SBT, responsável por apresentar o SBT Brasil ao lado de Carlos Nascimento, Rachel Sheherazade não comandará mais o informativo nas edições de sexta-feira. Silvio Santos resolveu punir a jornalista após ela se envolver em uma polêmica.

A censura, segundo informações do jornalista Daniel Castro, do UOL, foi motivada pelas reclamações as quais o “Homem do Baú” tem recebido sobre as opiniões políticas que a Sheherazade emite nas redes sociais, sobretudo em seu canal do YouTube, onde faz críticas ao presidente Jair Bolsonaro.

A gota d’água foi que na última segunda-feira (5), representantes do Sifuspesp (Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo) estiveram no canal para reclamar de um vídeo postado pela âncora no Youtube chamado Monstros contra Monstros.

Na gravação, Sheherazade comenta o massacre no presídio de Altamira, no interior do Pará, que terminou em 57 mortes. A famosa chama os carcereiros de “monstros”, o que fez com que o grupo pedisse para Silvio emitir um comunicado garantido que a emissora não compactua com as opiniões da funcionária.

O empresário não aceitou, mas resolveu castigar Rachel. Nesta quinta-feira (8), chateada com a situação, a jornalista resolveu trancar o perfil que possui no Twitter e no Instagram. Ela alegou que foi por “motivo de força maior”.

Caros amigos, por motivo de força maior, desativei, temporariamente, a minha conta no @TwitterMuito amor a todos vocês.

Posted by Rachel Sheherazade on Thursday, August 8, 2019

Assista ao vídeo que motivou a suspensão de Rachel Sheherazade do SBT Brasil

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum