Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de outubro de 2014, 14h46

Rede Sustentabilidade libera Marina Silva para apoiar Aécio Neves

Partido liderado pela ex-presidenciável diz que sua posição é pela "não continuidade" do atual governo.

Partido liderado pela ex-presidenciável diz que sua posição é pela “não continuidade” do atual governo

Por Redação

A Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva, se reuniu na terça-feira (7) e decidiu que a candidata derrotada à presidência da República está livre para confirmar o seu apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB).

Walter Feldman, que foi coordenador-geral da campanha de Marina, declarou que a executiva da Rede optou por uma posição “pela não continuidade do atual governo”. Segundo Feldman, que é próximo dos principais quadros políticos do PSDB, “é preciso uma mudança, mas uma mudança qualificada”. A decisão da Rede deve ser confirmada nesta quarta-feira.

A ex-presidenciável Marina Silva também participou da reunião e, de acordo com Feldman, a decisão dela segue na mesma linha da Rede, de não apoiar a continuidade do atual governo federal.

De acordo com informações, a executiva do partido deve optar pela neutralidade e liberar os militantes para fazerem suas escolhas. Pessoalmente, Marina Silva deve declarar apoio a Aécio Neves, mas, como condição, quer que o tucano assuma dois compromissos que constam em seu programa de governo: fim da reeleição e manutenção dos programas sociais.

Também deve ser anunciada entre quarta e quinta-feira a decisão do PSB nacional que, ao que tudo indica, vai embarcar na candidatura tucana. Outro anúncio que tem gerado expectativa é de Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, que, segundo especulações, também deve apoiar Aécio Neves.

Foto: TV Cultura 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum