Fórumcast #20
07 de agosto de 2015, 20h12

“Revoltado” que agrediu Dilma nos EUA tem Castelo Branco e Olavo de Carvalho como inspirações

“Podia ter batido nela ou coisa muito pior”, disse à Folha de S. Paulo o 'revoltado online' que invadiu a comitiva de Dilma nos EUA. Igor Gilly vê no general Castelo Branco um "homem de honra, que salvou o Brasil em 64", tem como "guia" o astrólogo Olavo de Carvalho e, em 2018, votará em Bolsonaro para presidente: "Temos grandes chances de ganhar e fazer uma grande virada ideológica no Brasil”.

“Podia ter batido nela ou coisa muito pior”, disse à Folha de S. Paulo o revoltado que invadiu a comitiva de Dilma nos EUA.  Igor Gilly vê no general Castelo Branco um “homem de honra, que salvou o Brasil em 64”, tem como guia o astrólogo Olavo de Carvalho e, em 2018, diz que votará em Bolsonaro para presidente: “Temos grandes chances de ganhar e fazer uma grande virada ideológica no Brasil”

Por Pragmatismo Político

O jovem Igor Gilly, que conseguiu se infiltrar na comitiva de Dilma Rousseff em visita visita à Universidade de Stanford, nos EUA, no mês passado, revelou em entrevista à Folha de S.Paulo que o ataque contra a presidente foi planejado e premeditado.

“Foi tudo premeditado e planejado”, disse. “Eu e outro estudante nos infiltramos na comitiva do PT, fingindo que éramos estudantes de Stanford. É verdade que me alterei um pouco. Não tinha nenhum guarda, se eu fosse um cara descontrolado, podia ter batido nela ou coisa muito pior”, afirmou o jovem, que é membro do grupo Revoltados Online.

Veja também:  Guerra criptografada: capas da Piauí, temores da Globo e Míriam Leitão e trolagem do livro em branco

Entre os homens que o inspiraram estão o general Castelo Branco (“homem de honra, que salvou o Brasil em 64″); Bismarck (“grandíssimo estadista e conquistador, responsável pela segunda maior expansão germânica”) e Gabriele d’Annunzio (“grande revolucionário, que proclamou um Estado independente quando a Itália estava debaixo da ditadura de Mussolini”).

O jovem considera, no entanto, que acima do bem e do mal está o astrólogo Olavo de Carvalho, uma espécie de ‘guru’ da nova direita no Brasil que, recentemente, chamou o Facebook de ‘comunista’ após receber uma suspensão de 29 dias por publicar conteúdo imoral.

“O que aconteceu lá em Stanford me levou a um patamar de mais responsabilidades. Agora, tenho seguidores, tenho mais responsabilidade ao falar e ao agir, entendeu? É o Olavo de Carvalho quem me orienta sobre quais serão os próximos movimentos, ele me orienta sobre tudo. Não só eu, né? Muita gente”.

Na política partidária atual, o jovem tem como referência o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) e afirma que votará nele para a Presidência da República em 2018.

Veja também:  Bolsonaro: Novo PGR não poderá ser "xiita ambiental" ou "supervalorizar" minorias

“Bolsonaro é a grande promessa de 2018! Não sou só eu que apoia. São 90% dos brasileiros. Basta ver o número de pessoas colocando a foto dele [Bolsonaro] no perfil do Facebook. Temos grandes chances de ganhar e fazer uma grande virada ideológica no Brasil”, conta, empolgado.

Foto: Reprodução/Facebook


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum