Ex-lateral Roberto Carlos quer indenização de R$ 20 mil de Antônia Fontenelle

Ação movida pelo jogador veterano seria porque a apresentadora entrevistou sua ex-esposa. Em vez de processar Bárbara Thurler, que afirma ter sido induzida a abortar pelo ex-craque, ele preferiu culpar quem fez as perguntas

O ex-jogador Roberto Carlos, que brilhou na seleção brasileira, no Real Madrid e no Palmeiras, processou a apresentadora Antônia Fontenelle por ela ter entrevistado sua ex-esposa, Bárbara Thurler. Na conversa, sua antiga companheira disse que fez um aborto induzida pelo lateral aposentado e que ele também abandonou os filhos após a separação do casal.

O ídolo do futebol pede R$ 20 mil de indenização, sob a alegação de que Fontenelle não o procurou para saber seu lado da história e que esse seria um direito dele. A ex-mulher do craque não foi acionada judicialmente pelos seus advogados e Roberto Carlos ainda não decidiu se o fará.

O processo corre na 19ª Vara Cível de São Paulo e nele consta também um pedido de seus representantes legais para que o vídeo com a entrevista, disponível no canal Na Lata, do Youtube, seja retirado do ar o quanto antes.

“O Roberto Carlos está abismado. Ele concorda com notícias responsáveis. Agora, deixar uma pessoa falar uma série de questões sem mostrar razoabilidade nenhuma é de uma irresponsabilidade gigantesca”, disse Roberto Guimarães, advogado que representa o ex-atleta.

Por conta da alegação de que os filhos teriam sido abandonados pelo pentacampeão do mundo, uma ação judicial foi impetrada contra o pai, mas, segundo seus advogados, Roberto Carlos ainda nem foi chamado para ser ouvido pelo magistrado da Vara da Família.

“Ela fez acusação grave de induzimento ao aborto. Isso é mentira. Também disse que o Roberto foi condenado por abandono aos filhos e não foi. Existe um processo iniciado, mas ele nem sequer foi intimado”, concluiu Guimarães.

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR