Robôs turbinam apoio a Bolsonaro e impeachment de Doria no Twitter

Depois de bate-boca entre o presidente e o governador de SP sobre combate ao coronavírus, perfis publicam #bolsonarotemrazao e #impeachmentdodoria 16 vezes por hora

O gabinete do ódio já entrou em campo para ajudar o presidente Jair Bolsonaro. Apesar dos panelaços diários e das críticas de diversas lideranças políticas, incluindo governadores, duas campanhas iniciadas no Twitter nos últimos dois dias apoiam o presidente e a sua postura durante a pandemia do coronavírus. Ambas foram alimentadas, em parte, por robôs (perfis falsos e automatizados), segundo levantamento da revista Veja.

Uma das campanhas afirma “Bolsonaro tem razão” e a outra pede o “Impeachment do Doria”. O governador de São Paulo, João Doria, tem subido o tom contra Bolsonaro durante a crise e os dois chegaram a bate-boca em uma reunião entre o presidente e os governadores. Ambas as campanhas alcançaram os trending topics (assuntos mais comentados) do Twitter.

Um dos perfis chegou a retuitar #bolsonarotemrazao 433 vezes, e #impeachmentdodoria, 354 vezes, em um período inferior a dois. Ou seja, foram quase 16 postagens por hora, o que indica que se trata de um sistema automático de postagens. Em um ano, esta conta publicou 711 mil posts, quase 1.900 por dia.

Outra conta publicou #bolsonarotemrazao 559 vezes, e #impeachmentdodoria, 228 vezes. É quase a mesta média de 16 postagens por hora. O perfil fez 105 mil publicações em um ano, mais de 280 por dia.

Monitoramento do laboratório de democracia digital da FGV (Fundação Getulio Vargas) mostrou que as críticas ao pronunciamento do presidente na última terça-feira, que pediu o fim do confinamento e chamou o cornavírus de “gripezinha” foram, inicialmente, maioria. Depois, a base de apoio de Bolsonaro se reorganizou e vem dominando o debate no Twitter.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR