Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de janeiro de 2020, 10h22

Rússia diz que “mundo enfrenta uma nova realidade” a partir do ataque dos EUA que assassinou líder iraniano

A porta-voz do Kremlin para Assuntos Exteriores, Maria Zakharova declarou que, “o perigo é que este acontecimento provoque uma escalada da tensão na região que, inevitavelmente, afetará milhões de pessoas. Isso (o ataque dos EUA) não levará a nada bom”

A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, María Zajárova (Foto: Sputnik / Vladimir Astapkovich)

O ataque dos Estados Unidos a um local próximo ao aeroporto internacional de Bagdá, no Iraque, realizado na noite desta quinta-feira (2) e que terminou com a morte do general iraniano Qassem Soleimani, continua rendendo fortes repercussões internacionais. Um dos países que não poderia ficar em silêncio diante desse cenário é a Rússia.

Horas depois do ataque, a porta-voz do Kremlin para Assuntos Exteriores, Maria Zakharova declarou que, “ainda é cedo para dizer exatamente quais serão as consequências, mas é evidente que, a partir deste fato, o mundo enfrenta uma nova realidade e o perigo é que ela comece com uma escalada da tensão na região que, caso aconteça, inevitavelmente afetará milhões de pessoas. Isso (o ataque dos EUA) não levará a nada bom”.

Em entrevista ao canal russo Rossiva 24, Zakharova também afirmou que “a eliminação de um representante do governo de um Estado soberano, um funcionário público, sem uma correlação destas ações com alguma base jurídica, é um fato extremadamente importante, e que leva a situação na região a um plano completamente distinto ao que havia até então”.

Perguntada sobre a versão do Departamento de Defesa estadunidense, sobre o fato de que o ataque foi efetuado “sob a direção do presidente Donald Trump”, e que “tinha como objetivo impedir futuros planos iranianos para atacar os serviços diplomáticos estadunidenses no Iraque e no Oriente Médio”, Zakharova disse que “são temas que serão abordados com urgência, na reunião do Conselho se Segurança (da ONU)”. O encontro ocorrerá nesta mesma sexta, em Nova York.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum