Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de dezembro de 2015, 15h45

Sakamoto ganha Prêmio Nacional de Direitos Humanos

O jornalista, criador do Repórter Brasil – site que denúncia a exploração de trabalho escravo no País -, foi premiado na categoria Comunicação

Da Redação

O jornalista Leonardo Sakamoto é o vencedor da categoria de Comunicação do Prêmio Nacional de Direitos Humanos, que será entregue pelo governo brasileiro na próxima sexta-feira (11), às 11h, no Palácio do Itamaraty. Essa é a 21ª edição da premiação, que é a mais alta condecoração do Governo brasileiro a pessoas e instituições que se destacam na defesa, na promoção e no enfrentamento às violações dos Direitos Humanos em nosso país. O governo considera que o prêmio é um elemento fundamental de Educação em Direitos Humanos, pela sua capacidade de colaborar para a construção e disseminação de valores para uma cultura de paz na sociedade.
 
No ano de 2015, o prêmio foi dividido em 18 categorias, além da Menção Honrosa oferecida pelo Secretário Especial de Direitos Humanos, Rogério Sottili, e pela Ministra de Estado das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes. Na solenidade de entrega do prêmio, todos os agraciados recebem um certificado e uma obra de arte como homenagem aos seus trabalhos e reconhecimento de seus esforços na promoção dos direitos fundamentais do ser humano.
 
São Paulo foi o estado com mais agraciados, distinguidos nas seguintes categorias: Direito à Memória e à Verdade (Memorial da Resistência de São Paulo); Comunicação e Direitos Humanos (Leonardo Sakamoto); Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua (Clínica de Direitos Humanos Luiz da Gama); Promoção e Respeito à Diversidade Religiosa (Rad Assis Brasil Ugarte); Igualdade Racial (Silvana do Amaral Veríssimo); Menção Honrosa (Instituto Vladmir Herzog e Prefeitura de São Paulo).
 
Veja todas as categorias do Prêmio Direitos Humanos 2015, ao lado dos agraciados desse ano:
 
01. Defensores de Direitos Humanos – “Dorothy Stang”: Coletivo Margarida Alves de Assessoria Popular
02. Direito à Memória e à Verdade: Memorial da Resistência de São Paulo
03. Prevenção e Combate à Tortura: Ricardo Lewandowski
04. Combate e Erradicação ao Trabalho Escravo: Brígida Rocha dos Santos
05. Pátria Educadora – Educação e Cultura em Direitos Humanos: Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos do Piauí
06. Comunicação e Direitos Humanos: Leonardo Sakamoto
07. Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua: Clínica de Direitos Humanos Luiz da Gama da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo
08. Segurança Pública, Acesso à Justiça e Combate à Violência: Ordem dos Advogados do Brasil do Paraná – OAB Paraná: Projeto OAB Cidadania
09. Promoção e Respeito à Diversidade Religiosa: Rad Assis Brasil Ugarte
10. Garantia dos Direitos da População de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – LGBT: Escola de Educação Básica Coronel Antônio Lehmkuhl – Projeto Expressão de Gênero da infância à juventude e Faces da Homofobia
11. Acesso à Documentação Civil Básica: Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais
12. ECA 25 anos: Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente: Tiana Maria Sento-Sé Chaves (em memória)
13. Garantia dos Direitos da Pessoa Idosa: Edusa César Menezes de Araújo Pereira
14. Inclusão da Pessoa com Deficiência: Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto
15. Igualdade Racial: Silvana do Amaral Verissimo
16. Autonomia das Mulheres: Rede Thydêwá
17. Garantia dos Direitos da População Indígena, Quilombolas e dos Povos e Comunidades Tradicionais: Coordenação Nacional das Comunidades Quilombolas – CONAQ
18. Selo Nacional de Acessibilidade: Gabinete Digital da Prefeitura Municipal de Caruaru
19. Menção Honrosa: Projeto Respeitar é Preciso! – parceria Instituto Vladimir Herzog e Prefeitura do Município de São Paulo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum