Salles nomeia advogada de infratores ambientais para Ibama no Acre

Helen de Freitas Cavalcante é contra aplicação de multas ambientais. Em publicações nas redes, ela chama autos de infração de "abusividades"

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, nomeou nesta quarta-feira (3) a advogada Helen de Freitas Cavalcante como superintendente do Ibama no Acre. Ela atua há anos defendendo infratores, anulando e questionando multas ambientais.

Segundo reportagem do Estado de S.Paulo, Helen possui diversas publicações nas redes sociais em que oferece seus serviços de advocacia para que evitar multas do Ibama.

A advogada alega ainda que fiscais costumam ir a propriedades rurais para aplicar multas e embargar suas áreas. Em uma das postagens, inclusive, Helen chama autos de infração de “abusividades”.

“Você tá lá na sua terrinha, produzindo, trabalhando, de repente você recebe uma visita do fiscal do Ibama. Você é multado e acha que fica só nisso aí, uma multa do Ibama, um termo de embargo dizendo ‘não faça mais nada na sua área’. Você procura um advogado, mas ele não te explica, mas essa multa vai lhe gerar muitas consequências.”, discursa Helen em uma gravação publicada nas redes, enquanto aponta para um cartaz do órgão.

“Acha que fica só por isso mesmo… não sabe a verdadeira via sacra que ainda irá cumprir”, escreve Helen na postagem.

Questionada pela reportagem, Cavalcante afirmou em nota, que, “na condução da Superintendência do Ibama e dos processos e procedimentos de competência do órgão atuarei nos ditames da legalidade observando as leis e diretrizes ambientais pertinentes ao órgão”.

A advogada diz ainda que, “quanto aos meus anos de experiência atuando na área ambiental, só acrescentam lisura aos atos perpetrados, pois é necessário um pessoa tecnicamente preparada para a condução do órgão”.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR