#Fórumcast, o podcast da Fórum
26 de setembro de 2019, 16h48

“Se quer comer plantas, coma plantas”, diz Paola Carosella sobre hambúrguer sabor carne

A chef criticou nova onda de alimentos que imitam textura, sabor e aparência de carne, mas não contêm nada de origem animal. "Se quer parar ou diminuir o consumo de carne, o universo vegetal é gigantesco. Não se deixe enganar.”

(Foto: Reprodução Facebook/ Paola Carosella)

Portal Veg – A chef Paola Carosella causou polêmica no Twitter ao criticar a nova febre de empresas que estão produzindo alimentos vegetais com aparência, textura e sabor de carne. “Experimentei por curiosidade o ‘hambúrguer’ de plantas ‘sabor’ carne. Não é hambúrguer, não tem gosto de carne, nem textura de carne, o que é óbvio pois não é carne. Gorduroso, pastoso, desagradável. Uma b… ultraprocessada oportunista no momento de mais confusão alimentar da história”, escreveu a jurada do MasterChef.

A onda dos alimentos “plant based”, também chamados de foodtechs, vem crescendo, principalmente como alternativa ao modo como as carnes são produzidas hoje, causando impactos ambientais, como o desmatamento de florestas para áreas de pecuária. No entanto, entre os veganos esse tipo de alimento é polêmico, pois há uma grande diversidade de vegetais que podem substituir hamburgueres, linguiças e salsichas. E por que imitar esses alimentos ultraprocessados se há uma infinidade de grãos, legumes, frutas e verduras?

A partir do tuíte de Paola, diversos internautas se manifestaram, mostrando que esses alimentos dividem os veganos. “Não concordo..eu não parei de comer carne pq não gosto do gosto da carne, por isso não vejo nada demais em comer um hamburguer de planta sabor carne”, disse um internauta. “Esse povo tem que parar de inventar versão vegana de coisas de carne e aprender a comer legumes de verdade. Pra mim se a pessoa não consegue comer uma cenoura se ela não parecer um hambúrguer de carne o veganismo dela está fadada ao fracasso”, afirmou outro.

Paola lembrou que parar de comer vaca é um ato político, no entanto, “comer ultraprocessados de soja, milho, açúcar, trigo … e em mtos casos das mesmas empresas ????? Isso não é ato político, é desinformação com pitadas de hipocrisia”. “Sugiro o seguinte: Se você quer comer coisas sabor carne, coma carne. Se quer comer plantas, coma plantas com gosto de plantas. E se quer parar ou diminuir o consumo de carne, o universo vegetal é gigantesco. Não se deixe enganar.”

Esse mercado dos foodtechs vem crescendo no país. De acordo com um estudo realizado pela agência de pesquisas Euromonitor Internacional de fevereiro de 2017, em 2016, o mercado brasileiro de alimentos e bebidas saudáveis alcançou R$ 93,6 bilhões em vendas, colocando o Brasil na quinta posição no ranking dos gigantes desse setor. “Quer falar de alimentação do futuro falemos! Mas ultraprocessados sabor carne tem no mercado desde 1960 … ou antes. Mudou nada. Alternativa zero. É packaging + moda + aproveitar uma sociedade desinformada!”, concluiu Paola.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum